Partilhe nas Redes Sociais

Via Verde entra no mercado de “boleias” através de app móvel

Publicado em 27 Junho 2017 | 613 Visualizações

A Via Verde vai competir com as empresas que fornecem serviços de partilha de boleias através de aplicação móvel, com uma plataforma que entra em funcionamento a 29 de junho. O serviço chama-se, precisamente, Via Verde Boleias e a ideia é partilhar custos entre condutores e passageiros em deslocações habituais ou ocasionais. Portugal tem várias plataformas deste tipo, com maior ou menor controvérsia – desde Uber e Cabify a BlaBlaCar e Boleia.net.

«Os passageiros têm acesso a uma solução de mobilidade económica, mantendo a comodidade do automóvel e a vantagem do ponto de encontro e de chegada serem acordados entre os participantes, oferecendo uma mobilidade mais eficiente do que outras soluções», refere a Brisa, que detém a Via Verde.

A ambição do serviço é enorme: o Via Verde Boleias quer ser «a plataforma de referência para os portugueses». Segundo a Brisa, uma deslocação de ridesharing representa 5 cêntimos por quilómetro, o que fará com que uma viagem entre Lisboa e Porto possa custar apenas 16 euros.

Na fase inicial, os condutores terão direito a um vale de 5 euros de combustível na primeira viagem e os passageiros estarão isentos de comissões durante o Verão.

Depois, a partir de setembro, a plataforma terá também a funcionalidade de grupos fechados, virada para empresas, universidades ou outras instituições que queiram promover a partilha de boleias entre os seus membros.

A Brisa refere que este serviço reforça o seu novo posicionamento como «operador de mobilidade», mas também aponta para os efeitos ambientais positivos da partilha de boleias, com redução das emissões de carbono até 75% por utilizador. «A generalização do serviço pode ser um contributo relevante para o cumprimento dos objetivos nacionais, em termos de emissões e de eficiência energética no âmbito do Acordo de Paris», diz a Brisa.

Por outro lado, há estudos que apontam para um aumento da segurança rodoviária em virtude do ridesharing, já que 75% dos inquiridos dizem respeitar mais as melhores práticas de condução segura quando viajam com outras pessoas (estudo da TNS Sofres de 2016). Pode ainda referir-se maior fluidez do trânsito, por haver menos carros com apenas uma pessoa na estrada.

O serviço entra em operação através do site boleias.viaverde.pt e uma app móvel.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados