Partilhe nas Redes Sociais

Web Summit 2021 já rola em Lisboa

Publicado em 1 Novembro 2021 | 174 Visualizações

Arrancou esta segunda-feira mais uma edição da Web Summit, depois de um ano atípico, por causa da pandemia, uma das maiores feiras e conferência de tecnologia do mundo volta a animar Lisboa, durante cinco dias. Nesta edição de 2021, vão estar mais de 40 mil visitantes, um número bem menor que o registado em 2019, mas muito superior às expectativas da organização, que acabou por conseguir esgotar os bilhetes colocados à venda.Paddy Cosgrave, que lidera a organização do evento, disse mesmo que não esperava mais de 10 mil inscrições, neste regresso da feira ao modelo presencial. 

A cerimónia de abertura deste ano contou com a presença de Frances Haugen, ex-funcionária do Facebook, cujas denúncias motivaram uma investigação nos EUA e atiçaram o debate sobre o papel da rede social e dos seus algoritmos na qualidade dos conteúdos que chega a cada utilizador e o seu efeito na saúde mental dos jovens. 

A whistleblower foi uma das principais presenças da noite – num debate que encerrou a sessão – na cerimónia conduzida por Paddy Cosgrave, que abriu as hostilidades pedindo aos presentes que trocassem contactos através da app do evento e homenageando Portugal, pela elevada taxa de vacinação já conseguida. 

O pedido do irlandês, acabou por se transformar no momento de improviso da noite, por ter demorado um pouco mais que o previsto. O desafio era colocar toda a gente de pé a trocar “cartões virtuais”. Funcionou na perfeição. A dificuldade foi voltar a sentar todos os que assistiam à sessão na Altice Arena. “Não sei se vou conseguir parar isto” dizia Paddy Gosgrave enquanto aguardava. 

Carlos Moedas, presidente da câmara de Lisboa, também subiu ao palco, onde referiu que para Lisboa sustentabilidade e inovação são duas prioridades e onde prometeu transformar a capital portuguesa numa fábrica de unicórnios, apelando aos empreendedores que por estes dias visitam Lisboa, para considerarem a cidade como “casa” dos seus projetos. O antigo eurodeputado, que já tinha passado pelo evento nessa condição, prometeu mais detalhes para o próximo ano, sobre este sonho de transformar Lisboa numa fábrica de unicórnios.

Pedro Siza Vieira, ministro da economia participou na mesma sessão, para sublinhar que o ecossistema de startups continua a crescer em Portugal e este ano conseguiu aumentar em 160% a capacidade de captar investimento, tendo já atingido cerca de mil milhões de euros em financiamento.

Até quinta-feira, passam pelo Parque das Nações para participar na Web Summit mais de mil oradores, 1.500 jornalistas, 700 investidores e 1.250 startups e parceiros. Sustentabilidade, metaverso, inteligência artificial, soluções autónomas, ou blockchain, com destaque para os NFT (um dos temas com espaço de debate também na sessão de abertura do evento) e as criptomoedas são alguns dos temas em destaque.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados