Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Web Summit passa para dezembro e ganha componente online

Publicado em 24 Junho 2020 por Cristina A. Ferreira - Ntech.news | 161 Visualizações

Foi uma surpresa a revelação de Paddy Cosgrave na semana passada no Twitter, confirmando a realização da próxima edição da Web Summit no formato habitual. Mas afinal, a organização de um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, que nos últimos anos tem tido Lisboa como casa, veio fazer algumas precisões e assumir que o formato ainda está por decidir. 

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, 24 de junho, revela-se que a conferência vai ter uma vertente online, capaz de acolher até 100 mil empreendedores, parceiros e oradores na sua própria plataforma digital de conferências, que acaba de ser posta à prova – e mostrar que funciona – no primeiro evento da organização transferido para um modelo digital. 

Na mesma nota explica-se que a Web Summit acontecerá este ano entre 2 e 4 de dezembro, fica por perceber o que será online e o que pode não ser, mas como explica também o comunicado, uma decisão sobre o formato final desta edição do evento só será tomada em outubro e reavaliada a cada semana, em função das condições de saúde pública e a das indicações das autoridades locais.  

Mais clara é já a orientação do evento em 2020, nesta nova componente online. A organização liderada por Paddy Cosgrave promete que «a Web Summit online vai estar focada em contribuir para acelerar a recuperação da economia portuguesa, trabalhando em conjunto com as autoridades portuguesas para promover os objetivos e mensagens chave sobre o país, para os participantes certos».

Um canal para Portugal 

Há mais algumas novidades já confirmadas, como a existência de um canal dedicado a Portugal, algo que será uma estreia. Ao longo dos três dias de evento, neste canal serão entrevistados «diretores executivos de centenas das principais empresas portuguesas em fase de arranque e de grandes empresas», garante a organização.

Neste canal também terão espaço universidades e outras instituições de investigação, bem como conteúdos relacionados com a cultura, a arte, a tradição e o turismo em Portugal. 

Parcerias e iniciativas que se mantêm

O programa Road2WebSummit, que resulta de uma parceria entre a Startup Portugal e a Web Summit vai manter-se e distribuir 100 passes por startups portuguesas escolhidas pela Startup Portugal. Os estudantes continuarão também a ter acesso facilitado ao evento, com 50.000 bilhetes gratuitos.

O primeiro grande teste à nova plataforma online de conferências dos promotores da Web Summit acontece por estes dias com a Collision, habitualmente no Canadá, mas este ano «from Home». A conferência decorre de 23 a 25 de junho e recebe, virtualmente, 30 mil participantes. 

A Web Summit no modo online, como já acontecia na versão offline, fará do Altice Arena o coração do evento, e será feita a partir daí a transmissão para a internet das conversas que assentarem nesse formato, mas a organização também está a planear emitir para o mundo, a partir de outras zonas do país.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados