Partilhe nas Redes Sociais

Zarph combina gestão e pagamentos em novos equipamentos

Publicado em 18 Setembro 2017 por Ntech.news | 360 Visualizações

Com a ambição de se tornar «líder no setor dos pagamentos, a curto-médio prazo», a Zarph colocou no mercado três novos equipamentos de pagamento, que vem responder às necessidades das empresas que procuram otimizar a gestão desta área operacional.

A solução é constituída pelos equipamentos da gama 6X4, da Zarph, e adequa-se a qualquer ambiente de atendimento, desde o pequeno ao grande retalho (como, restaurantes, cafetarias, híper e minimercados, farmácias, peixarias/talho, padarias, fast food); a lavandarias, bilheteiras, papelarias e serviços centrais (pagamentos de faturas de água, luz, etc).

Os equipamentos aceitam múltiplos métodos de pagamento (numerário, cartões, móvel e MB Way) e poder ser integrados com qualquer software de faturação ou outra plataforma, permitindo às empresas solucionar problemas como diferenças de caixa, furtos internos, notas e moedas falsas, entre outros.

«Queremos oferecer ao mercado um equipamento produzido em Portugal, de extrema qualidade quer ao nível da mecânica quer de software, a um preço competitivo», explica António Oliveira, CEO da Zarph.

Tarefas manuais como contagem de caixa, preenchimento de relatórios e fecho de períodos são igualmente agilizadas e simplificadas, o que ajuda as empresas a redirecionar os seus recursos para tarefas que as máquinas não podem substituir, nomeadamente apoiar e melhorar a experiência dos seus clientes.  A adoção desta tecnologia de pagamento «diminui o tempo por transação, calcula automaticamente as disponibilidades necessárias de trocos e pode integrar um serviço de transporte de valores, o que reduz custos de recolha», valoriza ainda o fabricante.

A integração com qualquer software de faturação está igualmente assegurada, da mesma forma que a gestão.  Toda a informação sobre os eventos ocorridos no equipamento são consolidados numa plataforma móvel que, segundo a empresa permite «monitorizar e controlar remotamente o dinheiro e centralizar a informação sobre o negócio».

 


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados