Partilhe nas Redes Sociais

Atenas é a nova Capital Europeia da Inovação

Publicado em 6 Novembro 2018 | 76 Visualizações

Depois de Paris, em 2017, Atenas é a cidade que se segue no rol de vencedores para o prémio de Capital Europeia da Inovação. O nome foi anunciado durante o segundo dia da Web Summit, em Lisboa com Carlos Moedas a entregar ao representante grego um cheque de um milhão de euros.

O Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação recordou que o nome saiu de um lote de seis finalistas onde constavam ainda cidades como Toulouse (em França), Hamburgo (na Alemanha), Leuven (na Bélgica), Aarhus (na Dinamarca) e Umea (na Suécia). Carlos Moedas considerou «uma boa surpresa» o facto de Atenas ter vencido «até porque, sendo português e tendo passado pela crise económica tal como a Grécia, sei bem da importância deste prémio e do trabalho que é preciso fazer».

Do lado de Atenas, o representante da cidade aproveitou para sublinhar que não são apenas «uma smart city, mas sim uma cidade sábia, que envolve os seus cidadãos e os chama a decidir o seu destino, suportados numa plataforma que cria e promove uma rede de contactos». Para este responsável, o prémio que agora recebem representa «muito mais do que possa parecer», já que é também «um reconhecimento do esforço desta cidade nos últimos anos, para se manter firme de pé, para se reinventar, para sair mais forte dos tempos difíceis que atravessou».

Questionado sobre se existiam cidades portuguesas a concurso este ano, Carlos Moedas falou da Lisboa, que acabou por não integrar o painel de seis finalistas. Diz o Comissário Europeu que «Lisboa merecia tanto ganhar como qualquer outra cidade que apresente projetos inovadores e relevantes». Carlos Moedas considera ainda que não só Lisboa, como o Porto e outras cidades portuguesas «devem continuar a participar no concurso e, quem sabe, venham um dia a vencer». De qualquer forma, o Comissário fez questão de sublinhar que este prémio «não depende de uma escolha política», até porque «quem está entre os finalistas e quem ganha é, exclusivamente, por causa do seu mérito e do projeto que apresenta».


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados