Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Centro de Customer Experience Cisco em Portugal cresce no primeiro ano

Publicado em 13 Julho 2020 | 126 Visualizações

Em Junho, a Cisco Portugal assinalou o primeiro aniversário do seu Centro de Customer Experience (CX) que trabalha focado no serviço e apoio a clientes e parceiros na Europa, Médio Oriente, África e Rússia (EMEAR) que utilizem tecnologias Cisco como base da sua aceleração digital.

Nestes primeiros 12 meses, a Cisco revelou que o centro cresceu 28% e conta já com engenheiros de 19 nacionalidades que prestam serviço especializado de planeamento, desenvolvimento, implementação, otimização e apoio técnico.

O CX situado em Lisboa resulta «de uma aposta consolidada da Cisco em Portugal e é estratégico para a empresa devido ao alto nível de serviços prestados e ao banco de talento diverso e robusto que apresenta», diz a empresa. Este centro, veio juntar-se aos centros de Bruxelas e Cracóvia, já em funções antes de 2019.

Recorde-se que o centro de Lisboa tem também o compromisso de apoiar Portugal «no alcance do seu potencial digital, como parte do programa de Country Digital Aceleration da Cisco». O país faz parte deste programa desde 2018, cujo a meta passa por «acelerar a transformação digital dos países, impactando positivamente o crescimento do PIB, a educação, a inovação e a competitividade, assim como a inclusão social e a qualidade de vida».

Claudia Kittredge, CX Centers Lisbon Site Leader & Global Cross Technology Lead lemnbrou que «um ano depois da sua abertura, o ótimo crescimento e desempenho do CX em Lisboa veio reforçar porque é que Portugal é um mercado de enorme importância para a Cisco».

Na verdade, «a disponibilidade de talento, a qualidade da educação, as capacidades técnicas e multilinguísticas, a atratividade para fixação de talento internacional e as infraestruturas de telecomunicações foram fatores determinantes para a abertura do centro e o mesmo continua a trazer investimento e oportunidades de emprego para os profissionais portugueses de engenharia e de negócio», disse ainda a mesma responsável.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados