Partilhe nas Redes Sociais

everis já assumiu a nova marca em Portugal e chama-se agora NTT Data 

Publicado em 25 Outubro 2021 | 195 Visualizações

A everis em Portugal mudou oficialmente de nome para NTT Data, uma alteração que reflete a integração no grupo japonês que comprou a empresa de soluções de TI e serviços de outsourcing há sete anos. O redranding tem efeito nos 17 mercados onde a everis opera e, segundo a empresa, é uma forma de «simplificar e fortalecer a sua organização, com uma identidade comum que reflita uma visão partilhada e permita uma maior colaboração a nível global».

O CEO do grupo para a região europeia, Fritz Hederlein, explicou também que esta é uma forma de posicionar a empresa de forma mais global, ainda que o objetivo passe por continuar a «acompanhar localmente e de forma personalizada os clientes». 

A NTT Data é, segundo a Gartner, a sétima maior empresa de serviços de TI, a nível global. Está presente em 50 países e soma 140 mil colaboradores. Tem receitas na ordem dos 22 mil milhões de dólares. 

A everis está no mercado há 25 anos. Nasceu como DMR Consulting e volta agora a assumir nova identidade para alinhar com a estratégia de marca única do grupo que passou a integrar. 

Em entrevista ao Diário de Notícias, o responsável da NTT Data em Portugal, Tiago Barroso, detalhou que, cumprido o redranding, os próximos passos na estratégia passam por reforçar a equipa local com cerca de 500 pessoas, que vão juntar-se às 1.400 atuais. 

A empresa planeia ainda investir em 15 polos de conhecimento especializado a nível local. Já tem um em Braga, que está orientado para o desenvolvimento de soluções clínicas.

Recentemente anunciou outro, ligado às tecnologias Microsoft Cloud Azure, que está em preparação. O próximo pode ser fixado em Castelo Branco e terá como mote «os temas da criatividade», adiantou o responsável na mesma entrevista.  

Para a região onde Portugal se inclui – Europa e América Latina – os planos da NTT Data passam por duplicar o negócio, passando de um volume de negócios atual de 3 mil milhões de euros, para os 6 mil milhões de euros. 


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados