Partilhe nas Redes Sociais

Instituto Politécnico de Setúbal avança com reconversão de profissionais para as TIC

Publicado em 4 Fevereiro 2021 | 184 Visualizações

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) integra o Programa UpSkill e vai avançar com a requalificação de profissionais para a área das TIC.

A aposta surge na sequência da crescente procura de talento digital por parte das empresas no mercado nacional.

O programa nacional, que estima formar 3 000 pessoas em três anos, resulta de uma parceria entre a Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC), o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP).

As ações foram pensadas para quem está em situação de desemprego mas também para todos quantos procuram tentar um novo rumo profissional numa área de grande carência de recursos humanos.

Atualmente a formação está a decorrer em vários politécnicos a nível nacional – Braga, Castelo Branco, Guarda, Santarém/Leiria, Porto e Viseu -, sendo que a Área Metropolitana de Lisboa, onde se concentra o maior número de formandos, é assegurada pelo IPS e também pelo ISCTE.

Os cursos têm uma duração estimada de seis meses em ambiente letivo e abarcam a programação – designadamente em Java e .Net – e as plataformas de desenvolvimento low code, como é o caso da Outsystems.

Contam-se ainda três meses de estágio nas empresas aderentes ao programa, estando prevista a contratação de, pelo menos, 80 por cento dos novos recursos humanos qualificados, mediante uma remuneração mínima de 1 200 euros mensais.


Publicado em:

Talento

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados