Partilhe nas Redes Sociais

IoT e 5G são as grandes tendências de 2019, mas atenção à segurança

Publicado em 26 Novembro 2018 por Ana Rita Guerra | 126 Visualizações

O lançamento da próxima geração móvel, 5G, irá levar a um crescimento das soluções de Internet das Coisas (IoT) em 2019, sendo estas duas das principais tendências tecnológicas do próximo ano. É o que prevê a Toshiba, que aponta para um aumento do investimento em «tecnologias que permitam às empresas trabalhar com maior mobilidade», aumentando a eficiência e a produtividade.

Segundo prevê a fabricante, o aumento de rapidez e capacidade que será trazido pelo 5G em relação à geração corrente vai impulsionar o trabalho remoto e em mobilidade, facilitando a vida aos colaboradores de empresas espalhados por várias localizações.

Em paralelo, a tecnologia vai ajudar as empresas a tirar melhor partido das soluções IoT, que irão passar cada vez mais pelos dispositivos móveis (é o que diz um estudo da Ericsson: até 2022, 70% das soluções IoT implementadas nas empresas estarão adaptadas para utilização móvel).

Outra das previsões da Toshiba é relativa ao mobile edge computing, que deverá ser «cada vez mais influente» em vários sectores. São soluções que reduzem a pressão na nuvem através do processamento de dados em tempo real e estão integradas na infraestrutura móvel das empresas. De acordo com a BI Intelligence, 5,6 mil milhões de dispositivos corporativos utilizarão tecnologia edge computing para a recolha e processamento de dados em 2020.

Um aviso velho para o ano novo

O que é preciso acautelar, com todas as inovações que aí vêm, é o perigo acrescido que acarretam. A Toshiba avisa que o desenvolvimento de soluções IoT e a proliferação massiva de dados pedem novas abordagens para melhorar o trabalho desenvolvido a nível da segurança.

Uma tendência que já emergiu há algum tempo e será reforçada é a da autenticação biométrica que está a ser utilizada como complemento ou substituto dos códigos pin e senhas. «Este tipo de autenticação oferece um maior grau de confiança no que respeita à identidade do utilizador», indica a fabricante.

É aqui que entra também o mobile edge computing, já que permite optar por soluções de segurança móvel. De facto, indica a Toshiba, este tipo de solução vai «desempenhar um papel integral como perímetro de segurança», assegurando que a comunicação dos dados é traduzida a nível local para um protocolo de comunicação antes de ser enviada para a principal rede da organização.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados