Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

Mastercard e SAP assinam parceria para pagamentos ao volante

Publicado em 4 Abril 2018 por Ntech.news - Ana Rita Guerra | 165 Visualizações

A Mastercard assinou um acordo com a SAP Vehicles Network, plataforma de automóveis conectados da empresa alemã, para fornecer serviços de pagamento ao volante. O propósito é permitir que os condutores e passageiros tenham acesso a aplicações de pagamento sem terem de sair do carro, tais como combustível ou contas de casa. A parceria entre a SAP e a Mastercard é virada para o mercado B2B, que irá depois oferecer soluções ao consumidor final.

A rede SAP Network Vehicles baseia-se em SAP Hana Cloud e serve para ligar compradores (como OEM e programadores de apps para veículos) com vendedores, postos de gasolina e cadeias de estacionamento. Ao entrarem na rede, os membros têm acesso a interfaces aplicacionais unificadas, visibilidade de inventário e governança de processos. A rede visa facilitar a ligação dos condutores aos serviços que utilizam de forma regular, olhando para um futuro próximo em que todos os carros estarão conectados.

A parceria vai ser testada inicialmente nos Estados Unidos, onde os consumidores que usam Mastercard terão acesso a programas piloto para pagarem estacionamento e combustível, encomendar e entregar alimentos a partir do interior dos seus carros. A emissora de cartões está a trabalhar com a Postmates para oferecer pedidos e entrega de refeições on-demand dentro dos veículos. Os programas piloto vão decorrer ao longo dos próximos seis meses.

«O compromisso da Mastercard é sempre o de melhorar experiência do consumidor, estendendo as nossas possibilidades de pagamento a um crescente número de dispositivos interligados, para que todos possam efectuar e receber pagamentos de forma simples e segura», afirma Stephane Wyper, responsável Mastercard para desenvolvimento de startups e projetos de aceleração, comentando o acordo.

Entre as vantagens destas iniciativas, considera o executivo, estão a capacidade de dar maior fluidez a certos serviços de comércio ao mesmo tempo que aumenta a comodidade aos consumidores em movimento, além de mais oportunidades para as construtoras automóveis (que expandem o valor da sua marca) e da criação de um novo canal para comerciantes e parceiros bancários.

A previsão é de que haja 70 milhões de automóveis conectados até 2022, antes ainda da explosão dos carros autónomos (que só deverão atingir o mainstream na década de 2030). «O próximo capítulo da indústria automóvel está apenas no início e por isso estamos muito entusiasmados com a oportunidade de explorarmos as suas possibilidades», conclui Stephane Wyper.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados