Partilhe nas Redes Sociais

Microsoft Azure distinguida com certificado de conformidade do Gabinete Nacional de Segurança

Publicado em 30 Setembro 2020 | 199 Visualizações

A Microsoft viu a sua plataforma cloud, Microsoft Azure, distinguida pelo Gabinete Nacional de Segurança (GNS) com a primeira certificação de segurança Cloud de grau NACIONAL RESERVADO a ser realizada em Portugal.

Ao longo de todo o processo desta certificação, a Microsoft explica que «foram realizados rigorosos testes de segurança e conformidade a serviços cloud envolvendo uma extensa equipa liderada pelo GNS, com estreita colaboração técnica de uma empresa auditora qualificada e independente na área de testes de segurança», assim como a colaboração nacional e internacional da Microsoft.

O GNS é a autoridade nacional de credenciação de pessoas e empresas para o acesso e manuseamento de informação classificada, com competência para avaliar, certificar e acreditar os sistemas de informação e comunicação que processam informação classificada.

Depois de processos similares terem ocorrido em diversos países, também Portugal concluiu o seu processo de avaliação e certificação de alguns serviços que integram o Microsoft Azure.

«É o nosso compromisso trabalhar para garantir a segurança e a privacidade dos nossos clientes e é com muito orgulho que vemos o GNS atribuir esta primeira certificação cloud em Portugal», diz Paula Panarra, diretora-geral da Microsoft Portugal.

Esta certificação atribuída pelo GNS «é crucial para reforçar a posição da Microsoft como um fornecedor confiável de soluções cloud, que apresenta uma correta abordagem de segurança e privacidade, agindo em conformidade e com total transparência perante os seus utilizadores».

Desta forma os clientes do setor público e privado «terão ainda mais confiança em colocar os seus dados e serviços na cloud».

Os resultados dos testes comprovaram «o elevado grau de segurança e privacidade» da plataforma Azure da Microsoft Cloud, com base nas frameworks NIST SP800-53 R4 e CSA CCM v3, permitindo definir em que condições podem os serviços cloud vir a ser usados, para manusear informação classificada da marca e grau NACIONAL RESERVADO.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados