Partilhe nas Redes Sociais

Novabase Capital investe em startup portuguesa de recrutamento em TI

Publicado em 26 Novembro 2018 por Ana Rita Guerra | 108 Visualizações

A Novabase Capital anunciou um investimento na startup portuguesa CBTalents Global, que se especializa em recrutamento no sector de tecnologias de informação. Através do seu fundo FCR+I, a Novabase passou a deter 13,33% do capital da startup, que está no mercado há quatro anos e opera num dos segmentos mais quentes do momento nas TI.

Com Ricardo Nobre à cabeça, a CBT centra-se em particular no tipo de talentos que são difíceis de encontrar e têm muita procura: engenheiros, programadores e agentes multilingue. Os seus clientes estão espalhados por 17 países na Europa e são sobretudo empresas com necessidade de profissionais internacionais com competências escassas. A designação é acrónimo de Cross Border Talents.

«Fazemos este investimento com a convicção de que o mercado de trabalho está a mudar e é preciso reinventar a forma como chegamos ao talento e o conseguimos reter a longo prazo, sobretudo no sector das TI», explicou a administradora da Novabase Capital, Maria Gil, sobre o racional do negócio.

A startup recebeu recentemente dois selos de excelência da Comissão Europeia e foi considerada uma das 10 boas práticas na Europa no tema da Mobilidade Laboral. Tem 20 empregados, que estão espalhados por Lisboa, Porto, Évora, Londres e Berlim, e trabalha ainda com cerca de 100 colaboradores externos.

«Esta parceria vai potenciar o crescimento da CBT ao permitir oferecer novas soluções aos seus clientes internacionais no âmbito de outsourcing, capacity servces e nearshore», comentou o fundador Rui Nobre.

A equipa de gestão é composta, além do fundador e CEO Ricardo Nobre, por Rita Ramos (diretora de relocalização), Carla Silvestre (diretora de recrutamento), Rui Custódio (diretor financeiro) e Marco Barata (diretor de serviços de outplacement).

A carteira do braço de investimentos da Novabase representou, em 2017, um volume de negócios de 45 milhões de euros.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados