Partilhe nas Redes Sociais

Novabase Symetria inclui deteção de anomalias com inteligência artificial

Publicado em 11 Dezembro 2018 por Ana Rita Guerra | 213 Visualizações

A Novabase lançou a nova versão da sua solução Symetria, que permite aos bancos fazer o reporting regulatório. A grande novidade na plataforma, que foi apresentada no evento RiskMinds International, em Amesterdão, é incluir deteção de anomalias através de inteligência artificial.

Segundo explica a tecnológica, a plataforma tem um motor de regras de validação de dados que integra com cada modelo regulatório e identifica erros, duplicações ou outro tipo de anomalias. A ferramenta analítica explora dados provenientes de múltiplas fontes e depois a plataforma interpreta as questões colocadas pelo utilizador através de processamento de linguagem natural (NLP) e inteligência artificial. A visualização de dados é gerada de forma a facilitar a sua interpretação.

Afonso Mota, diretor executivo na empresa, adianta que a nova versão inclui suporte para vários quadros regulatórios e geografias, «o que quer dizer que se adapta facilmente aos requisitos das diferentes exigências de reporting um pouco por todo o mundo.» Outras novidades são a gestão centralizada do calendário de report regulatório e a sincronização dos ciclos de reporting com as diferentes regulações e as suas interdependências.

Com a agregação de dados provenientes de várias fontes num único repositório, a Novabase promete facilitar os processos de carregamento, reconciliação e rastreabilidade da informação, já que são geradas informações respeitantes aos diferentes modelos de report a partir dos mesmos dados base.

O gestor de produto do Symetria, João Simões, indica que o sistema processa diariamente 50 milhões de registos bancários. O conceito é simplificar as obrigações de reporting e compliance, para garantir o cumprimento das obrigações do quadro regulatório ao mesmo tempo que disponibiliza ferramentas de análise e gestão de risco. A plataforma está a ser usada por 16 clientes em Portugal, incluindo o Bankinter, EuroBic, Novo Banco, Parvalorem, Millenium bcp e Wizink.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados