Partilhe nas Redes Sociais

O teletrabalho como antes não o conhecíamos

Por Ricardo Parreira, CEO da PHC Software

Publicado em 8 Abril 2020 | 1300 Visualizações

Estas últimas semanas têm sido dias de adaptação a uma nova realidade. E muito se tem falado sobre o teletrabalho. De facto, este não é um teletrabalho usual, que já estava institucionalizado na PHC Software e que os nossos colaboradores usavam para se focarem no dia a dia. Vivemos um tempo de teletrabalho como antes não o conhecíamos.

Na PHC, como em muitas outras empresas por todo o país, temos praticamente toda a empresa a trabalhar a partir de casa, usando todo o potencial que o software nos permite para manter a nossa atividade. Desde as ferramentas de comunicação à distância até ao software de gestão na web, todos os processos são hoje possíveis à distância.

De facto, o software aproxima-nos quando a distância física se impõe durante este período de contenção social. As equipas têm reuniões diárias de alinhamento à distância, passámos a ter reuniões globais por videoconferência com toda a empresa, até o nosso telejornal interno de revisão mensal do estado da empresa se adaptou. Todo o trabalho continua porque todos os processos estão disponíveis e funcionam sem estarem presos a uma secretária ou escritório.

E também a cultura da PHC, que tanto nos carateriza, tem vivido momentos únicos e fora do comum. Fruto da distância, a vida na PHC parece tão dinâmica como sempre. Desde concursos de fotografias do espaço de trabalho, partilhadas na nossa Intranet, até momentos de ginástica por videoconferência, a boa disposição impera como motivação para contrariar o difícil momento do país.

Mas, um obstáculo inesperado tem aparecido no nosso dia a dia. O foco incrível que os momentos de teletrabalho nos proporcionavam, por nos isolarmos do escritório, não funcionam quando praticamente todos estão na mesma condição. As chamadas, as notificações do telemóvel, as distrações em casa, tudo pede a nossa atenção. Se antes o trabalho remoto acabava por ser uma espécie de isolamento social que nos permitia concentrar no trabalho que era prioritário, neste momento estamos perante o cenário oposto.

Como podemos contrariar esta inércia? Para combatermos a falta de foco, temos partilhado boas práticas e aprender com o que funciona nesta nova realidade. É importante desligar todas as notificações do telemóvel e do computador, ter um espaço próprio para trabalhar, combinar horários com a família para não sermos distraídos, fazer intervalos para quebrar a falta de produtividade, controlar os momentos em que vemos as notícias, ou fazer exercício e meditação pela manhã. Tudo formas que temos para nos protegermos dos efeitos negativos do multitasking, manter o foco necessário e ter a produtividade desejada quando trabalhamos em casa.

Este é o teletrabalho como nunca o conhecemos e que, provavelmente, irá mudar as nossas vidas para sempre, criar novos hábitos e formas de nos relacionarmos. De qualquer das formas, temos de nos manter focados e continuar a nossa atividade. Porque o país não pode parar e as empresas têm uma missão importante nesse capítulo.


Publicado em:

AtualidadeEspeciais

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados