Partilhe nas Redes Sociais

Opinião de terceiros é determinante nas compras online dos portugueses

Publicado em 14 Setembro 2018 | 236 Visualizações

Mais de metade dos portugueses (53%) não faz compras online sem consultar primeiro a opinião de outros clientes, do produto ou serviço que planeiam adquirir. Oito em cada 10 consumidores compara também preços e funcionalidades antes de tomar uma decisão de compra.

Esta tendência é mais vincada entre os utilizadores mais novos, entre os homens (que pesquisam mais que as mulheres, mas deixam-se influenciar menos que elas na decisão final) e entre os maiores compradores de produtos online.

A generalidade dos utilizadores admite ser bastante influenciado pela informação que consulta antes de uma decisão de compra. Em termos médios, este fator tem um peso 2.9 na hora de comprar, numa escala de 1 a 4, em que 1 indica que não há qualquer nível de influência e 4 indica que influencia muito.

Só 3% dos compradores avançam para uma aquisição sem consultar outras opiniões, ou fazer qualquer outro tipo de pesquisa. Quem procura informação prévia interessa-se por dados sobre a morada física das lojas online, vídeos de demonstração ou cupões de desconto, por exemplo.

Os dados constam de um estudo realizado pelo Portal da Queixa, em colaboração com a Netquest, que teve em conta as respostas de 5.300 utilizadores de internet, que fazem compras online.Também apurou que os sites que permitem comparar preços, as redes sociais e o próprio Portal da Queixa estão entre os locais preferidos pelos portugueses para pesquisar este tipo de informação.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados