Partilhe nas Redes Sociais

Portuguesa Smartex vence concurso de startups da Web Summit

Publicado em 4 Novembro 2021 | 191 Visualizações

O prémio para o melhor Pitch da Web Summit foi para a Smartex, uma startup portuguesa que desenvolveu uma solução para identificar defeitos nos tecidos no momento da tecelagem. 

No palco, a receber o prémio, esteve António Rocha, co-fundador da Smartex, que destaca o contributo que a empresa quer dar para uma indústria mais sustentável, com menos desperdício e melhor rastreabilidade.

A empresa foi uma entre as 650 escolhidas para apresentarem os seus projetos nos pitches que decorreram ao longo da semana na Web Summit, que este ano permitiu a 1.519 startups mostrarem os seus projetos na feira. A Smartex está sediada no parque empresarial da Universidade do Porto (UPTEC), mas já tem escritórios em São Francisco (EUA) e Shenzhen (China). 

A plataforma desenvolvida pela Smartex recolhe informação de sensores e câmaras para, através de inteligência artificial, detetar padrões de defeito ainda durante o processo de tecelagem.  Segundo a empresa, a tecnologia consegue reduzir defeitos para perto de 0%. Sem este tipo de tecnologia os defeitos nos rolos de tecido são detetados só à posteriori, o que conduz a elevadas taxas de desperdício.  De acordo com os dados apresentados durante o pitch, em 2021, a solução da Smartex conseguiu poupar 7,5 milhões de litros de água e 67 mil quilos de tecido.

A Smartex fornece aos fabricantes, além de um software de monitorização de produção, uma visão geral de todas as máquinas nas quais a Smartex está instalada, extraindo todos os dados disponíveis para estatísticas de produção adequadas. Okara Solar e Lisa, foram os outros dois projetos que chegaram à final do concurso. 

Segundo a organização da Web Summit, este ano estiveram no evento mais de 200 startups de impacto, empresas que integram os Objetivos das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável nos seus modelos de negócio. 

A feira que marca o regresso dos grandes eventos a Lisboa decorreu entre terça e quinta-feira. A conferência começou um dia antes, a 1 de novembro, portas. Os números oficiais mostram que passaram este ano pela Web Summit 42.751 pessoas de 128 países e que pela primeira vez houve mais mulheres que homens no evento (50,5%). 

Pela FIL do Parque das Nações e pela Altice Arena passaram 748 oradores, 1.333 talks e 872 investidores. Entre as 1.519 startups presentes, 70 eram unicórnios.


Publicado em:

Startups

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados