Partilhe nas Redes Sociais

Sete conselhos úteis para manter o seu e-mail seguro nas férias

Publicado em 27 Julho 2018 | 283 Visualizações

A Cisco dá sete conselhos importantes para que se mantenha longe do malware:

 

  1. Não confie nas redes Wi-Fi públicas – Nunca podemos confiar plenamente na segurança de uma rede de Wi-Fi pública. Se algum dos dispositivos conectados estiver infetado com um software malicioso poderá atingir o seu dispositivo através da rede, e inclusivamente estender-se à rede corporativa. Se for necessário enviar um e-mail de trabalho com urgência utilize então uma conexão VPN ou ligue-se através dos seus dados móveis.
  2. Utilize conexões VPN – Se costuma enviar documentos de trabalho a partir do seu dispositivo através de uma conexão Wi-Fi ou com fios fora da rede corporativa, utilize uma rede privada virtual (VPN). Como funciona? O seu computador age como se estivesse ligado desde a empresa. Para tal peça a configuração ao administrador de TI. Outra alternativa cada vez mais utilizada para conexões remotas é o Secure Internet Gateway (SIG), que protege os dispositivos ao conectarem-se em qualquer lugar, mesmo sem VPN.
  3. Faça uma cópia de segurança dos seus dados – Assegure-se que todos os dados que necessita para trabalhar estão guardados no local de armazenamento corporativo. Se é um trabalhador independente, copie os dados para um disco externo que esteja sempre em casa.
  4. Nunca confie totalmente nas páginas HTTPs – Os sites com conteúdo encriptado (normalmente etiquetados com HTTPs e com o ícone de cadeado) não são completamente seguros. Ainda que a encriptação melhore a privacidade, os cibercriminosos também o utilizam para ocultar o malware. Descobrir um arquivo malicioso oculto em tráfego encriptado apenas é possível com as soluções de segurança mais avançadas que utilizam inteligência artificial e machine learning. Conecte-se sempre que possível a páginas conhecidas.
  5. Não trabalhe a partir de dispositivos públicos de um cibercafé – Nunca deve utilizar um dispositivo que não seja adequado para trabalhar. Não envie mensagens e documentos de trabalho a partir de dispositivos públicos de um cibercafé, não conhece as suas medidas de segurança.
  6. Utilize apenas contas corporativas – As políticas corporativas definem geralmente que todas as comunicações de trabalho se realizem através de contas da empresa, ou seja, o e-mail ou outra ferramenta. Deve pensar duas vezes antes de utilizar contas pessoais. O e-mail continua a ser uma porta de ataque muito importante. Uma boa alternativa para comunicar com colegas, sócios ou clientes é a utilização de ferramentas de colaboração que utilizem mecanismos de encriptação e proteção.
  7. Não envie dados confidenciais a ninguém – Esta regra é sempre válida, e não apenas durante as férias. Os e-mails fraudulentos que roubam identidades da empresa para obterem senhas ou dados bancários são cada vez mais. Se não está plenamente seguro da legitimidade do e-mail não compartilhe os seus dados.

Conselhos para as empresas

O primeiro passo para bloquear o risco nas empresas é adotar uma solução que proteja as comunicações por e-mail.

Outra opção consiste em confiar num Secure Internet Gateway, que também protege os dispositivos que não se conectam através da VPN.

A terceira solução para proteger os dados corporativos é a utilização de ferramentas de gestão de identidades e de ferramentas avançadas de proteção de terminais que controlam quem, quando, a partir de que dispositivos e onde se inicia a sessão, bloqueiam automaticamente o software malicioso e oferecem maior visibilidade ao administrador.

A solução ideal pode ser a combinação de todas estas ferramentas e a chave para uma proteção bem-sucedida está na informação e num serviço de informação na cloud que monitoriza todas as ameaças à escala global, envia a informação às soluções de segurança, atualiza-as e protege-as contra um novo malware.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados