Partilhe nas Redes Sociais

XD Software e ao³ criam joint venture no Brasil

Publicado em 22 Dezembro 2020 | 165 Visualizações

A portuguesa XD firmou uma joint venture com a brasileira ao³ para o lançamento de uma solução premium baseada em tecnologia nacional no setor da restauração e retalho do Brasil.

A joint venture assegura um mercado potencial acima do milhão de clientes.

O objetivo inicial «é conquistar cerca de 10% deste mercado sul-americano», refere o comunicado de imprensa.

A XD produz softwares verticais para o comércio tradicional e redes de franchising, contando com 30.000 clientes finais utilizadores das suas soluções e uma rede de 500 parceiros distribuidores que representam, implementam e assistem pós-venda a nível local as suas soluções de gestão.

Já a ao³ nasce no início de 2020 como resultado do MBO de Jorge Santos Carneiro da operação da multinacional inglesa Sage no Brasil.

Da equipa da ao³ fazem parte quadros e marcas de anteriores aquisições como IOB, Folhamatic, EBS e Cenize, apresentando-se «como uma das maiores empresas produtoras de software da América Latina».

A genese desta joint venture remonta a 2006, ano em que Jorge Santos Carneiro, presidente da brasileira ao³ e nesse ano presidente da Sage Portugal, adquire, a Fabio Resende, o GESPOS, uma solução de ponto de venda com 50.000 clientes, iniciando-se então uma colaboração de vários anos.

Em 2012, Fábio Resende funda a XD Software com o objetivo de criar a primeira solução no mercado que fosse nativa para multiplataforma Windows, Linux e IOS.

Fábio Resende, CEO da XD, destaca: «Estou muito entusiasmado com esta união, a junção das competências de profissionais de ambas as equipas com um passado de mais de 20 anos no desenvolvimento de soluções de grande sucesso para o sector do retalho, é ímpar.»

Jorge Santos Carneiro, presidente da ao³, explica que, «nos testes em andamento no Brasil, o ao³ PDV recebeu muitos elogios pela estabilidade, pela eficiência da tecnologia e pela possibilidade de acompanhar o negócio em tempo real».


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados