Partilhe nas Redes Sociais

DATALEX: a tecnologia ao serviço dos advogados

Publicado em 5 Julho 2022 | 99 Visualizações

Criada há cerca de três anos, a DATALEX é uma start-up portuguesa especializada em software de gestão para advogados.

A dar os seus primeiros passos no mercado, a empresa integrou, em 2019, o programa ALPHA da Web Summit, tendo sido uma das 3100 start-ups selecionadas entre mais de 86 mil candidatas, oriundas de todos os cantos do mundo. Foi também eleita para o programa BETA, no âmbito da edição 2021 do evento.

Em entrevista ao Ntech.news, Filipe Costa Fonseca, managing partner da DATALEX, falou destes e de outros marcos relevantes na vida da companhia.

Ntech.news: Fale-me um pouco da DATALEX?

Filipe Costa Fonseca: A DATALEX é uma empresa que atua no mercado específico de uma realidade emergente denominada Legal Tech, ou seja, no desenvolvimento e comercialização de soluções que visam dar resposta tecnológica às dificuldades de gestão muito concretas dos advogados, em prática individual, coletiva, integrados em sociedades de advogados ou departamentos jurídicos de empresas.

Ntech.news: Com quantos elementos contam atualmente?

F.C.F.: Atualmente contamos com 5 pessoas, mas temos em curso processos de contratação de mais recursos necessários para dar resposta ao crescimento da empresa.

Ntech.news: Qual foi a importância de fazerem parte do Programa ALPHA da Web Summit e agora do programa BETA? Quais as mais-valias que dali retiraram?

F.C.F.: A participação nos programas ALPHA e BETA da WebSummit projetou internacionalmente a imagem da DATALEX, e permitiu promover contatos que levaram à manifestação de interesse dos diversos stakeholders que integram o ecosistema.

Ntech.news: Que tipo de serviços e/ou produtos disponibilizam no mercado?

F.C.F.: A DATALEX dedica-se exclusivamente ao desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas para advogados, nomeadamente de gestão de todas as atividades, do conhecimento, produtividade e controlo de tarefas e eventos. Atualmente, a atividade da empresa concentra-se no dataLEX, software de subscrição SaaS, e em projetos customizados para clientes com requisitos distintos.

Ntech.news: Como tem evoluído o Vosso negócio neste último ano e meio?

F.C.F.: A evolução do negócio tem sido muito expressiva. Em ano de plena pandemia (2020) o aumento da faturação foi de 20%.

Negócio a crescer

Ntech.news: Como fecharam o ano fiscal de 2021 ao nível de resultados e percentagem de crescimento?

F.C.F.: Em 31.12.2021, atingimos os 56% de aumento de faturação em relação ao ano anterior.

Ntech.news: Quais as perspectivas para 2022 neste campo?

F.C.F.: O ano de 2021 foi excecionalmente positivo para a DATALEX, e temos a expetativa de rever o objetivo em função do processo de expansão que já se encontra em curso.

Ntech.news: Que grandes novidades estratégicas podemos esperar para 2022?

F.C.F.: Na DATALEX temos um ambicioso roadmap que contempla o desenvolvimento de novas funcionalidades que vão ao encontro das necessidades muito específicas dos nossos clientes. Este trabalho encontra-se em constante evolução, na medida em que resulta, por um lado, do know-how específico que temos sobre a profissão, mas também do facto de auscultarmos permanentemente os nossos clientes, que nos sugerem novas ideias para o crescimento do produto.

Ntech.news: Sendo a área do Direito tão fortemente regulada, quais os desafios que se vos colocam?

F.C.F.: A prática do Direito, na perspectiva dos advogados, é fortemente regulada no que concerne a alguns aspetos da profissão, sendo um assunto que se encontra em discussão e eventual revisão do seu estatuto. No entanto, o dataLEX é uma solução B2B, alheia a questões controversas que envolvam temas como a multidisciplinariedade, a angariação, publicidade, entre outros.

Ntech.news: De que forma se podem os advogados adaptar a este novo normal e como podem as tecnologias ajudar?

F.C.F.: As vantagens da utilização do digital são comuns a todos os setores de atividade, na medida em que oferece ganhos de eficiência/produtividade e a redução de custos diretos e indiretos. Existe, no entanto, um fator essencial que se destaca na utilização da tecnologia pelos advogados: a otimização do tempo. As soluções de utilização simples, interativa revelam-se essenciais para o advogado, independentemente da dimensão da estrutura em que se insere.

Ntech.news: Acreditam que o setor está preparado para lidar com os novos desafios tecnológicos e os integrar no seu dia-a-dia de trabalho?

F.C.F.: Para o advogado, o processo de transformação tecnológica foi súbito, tardio e, em alguns casos em particular, acelerado pela imposição legal, como foi exemplo a obrigatoriedade da entrega de peças processuais por via eletrónica. Decorrida mais de uma década dessa mudança brusca, mas necessária, os advogados estãox preparados para lançar mão de ferramentas que os tornem mais produtivos, sob pena de “ficarem para trás” em relação aos demais colegas que, de uma forma ou de outra, se munem de soluções para aumentarem a sua eficiência.


Publicado em:

Na Primeira Pessoa

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados