Partilhe nas Redes Sociais

e.near liga o mundo à inovação portuguesa

Publicado em 15 Janeiro 2020 por Ntech.news - Luísa Dâmaso | 282 Visualizações

EUA, Reino Unido, Suíça, Holanda e França são apenas alguns dos países onde a tecnologia portuguesa desenvolvida pela e.near continua a disseminar-se e a sustentar o seu crescimento ano após ano. Esta empresa de capitais 100% nacionais é atualmente a segunda maior dentro do universo Connect Enterprises, com uma facturação que em 2018 rondou os 3,4 milhões de euros e que deverá continuar a crescer a bom ritmo.

“O nosso maior mercado é o Reino Unido e estamos a crescer a um bom ritmo nos EUA, o que motivou o estabelecimento de uma operação na Costa Rica para dar apoio ao mercado americano”, explica Inês Malheiro, CEO da e.near. Esta operação na Costa Rita começou a ser operacionalizada em 2019 e deverá estar completamente ativa durante 2020.

Crescimento de 30% em 2019

Com um portefólio de soluções nearshore chave-na-mão diferenciadoras para os setores de logística, de gaming (tecnologia para jogos online e de casino), financeiro ou de aviação, a e.near está numa fase de reforço da sua estratégia além-fronteiras. Depois de França, que segundo Inês Malheiro “está a cumprir os objetivos”, para este ano prepara-se a entrada na Alemanha.

Com o fecho do ano fiscal de 2019 a aproximar-se, a responsável prevê fechar com um crescimento na ordem dos 30% e faz já planos para manter o ritmo em 2020. No novo ano, a  e.near quer aumentar o número de clientes e de projetos nas suas áreas de especialidade, cimentar a sua posição como a “melhor e maior empresa de nearshore multimarca em Portugal”e, consequentemente duplicar a faturação. Inês Malheiro garante que a empresa está bem posicionada para conseguir alcançar esses objetivos. “Queremos e vamos trabalhar para isso”, afirma.

Entregas on time

Inês malheiro reconhece que Portugal é um país que por si só reúne condições ótimas para o desenvolvimento do nearshore, com técnicos de excelência, um bom fuso horário, clima, e gastronomia muito apreciados. Estas vantagens complementam a estratégia da e.near, que embora não seja a empresa de nearshore mais barata garante “a boa entrega dos seus projetos e bons resultados, respeitando os budgets” sustenta a responsável. “Somos uma empresa multitask e o feedback às nossas pessoas é muito bom”, destaca a CEO da empresa.

Captar novos talentos

Em 2019 a e.near procurou também reforçar as suas equipas com os melhores recursos. Quer seja para abordar projetos com equipas completas ou ajudar na expansão de equipas de clientes, os recursos são uma importante componente da valiosa engrenagem que faz crescer a e.near. Inês Malheiros aponta que o crescimento da equipa continua a ser estratégico em 2020. Atualmente com 70 técnicos, a CEO pretende recrutar pelo menos mais 45 novos colaboradores, principalmente engenheiros.

Inês Malheiro admite que a captação de talento é uma atividade muito dinâmica no nosso país e complicada em algumas áreas, nomeadamente devido às investidas de grandes tecnológicas internacionais, como a Google ou a Microsoft. A formação continua, a progressão de carreira e a aplicação de um modelo de gestão de carreiras adotado a partir da Spotify Carreer Steps Framework, que permite a definição e análise de impacto de cada elemento na organização, são apenas alguns dos atrativos utilizados pela e.near para desafiar os novos colaboradores a juntarem-se à sua equipa.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados