Partilhe nas Redes Sociais

Governo eletrónico: Portugal alcança o pelotão da frente, segundo a ONU

Publicado em 22 Agosto 2018 | 283 Visualizações

Portugal está fora dos lugares cimeiros na lista dos países mais desenvolvidos, no que se refere aos esforços de digitalização dos serviços públicos, mas ainda assim surge no grupo da frente, na mais recente edição do E-Government Development Index, das Nações Unidas.

O Top 10 deste índice, que avalia a maturidade dos serviços de governo eletrónico em 193 países, é liderado pela Dinamarca e tem mais quatro países do velho continente: Reino Unido (4º), Suécia (5º), Finlândia (6º) e França (9º).

Portugal ocupa a 29ª posição da tabela, melhorando face à última avaliação. Na pesquisa realizada em 2016 ficou-se pela 38ª posição. Outra evolução positiva foi o salto do grupo de países com um nível de desenvolvimento elevado do e-gov, para o grupo de países onde este nível é considerado muito elevado.

As infraestruturas de telecomunicações continuam a ser um dos pontos fortes na avaliação a Portugal. Em termos de utilização destas infraestruturas, os dados compilados revelam uma taxa de utilizadores de internet de 70,4%. Decompondo os números, a taxa de utilizadores ativos de banda larga móvel fixa-se nos 62%, quase o dobro da taxa de utilização de banda larga fixa por 100 habitantes (32,5%).

Capital humano e níveis de utilização e maturidade (na disponibilização e na forma de utilização) dos serviços públicos digitais também são considerados neste estudo, que detalha três exemplos de iniciativas nacionais, consideradas de referência nos esforços ligados ao desenvolvimento do e-gov.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados