Partilhe nas Redes Sociais

OLX vai contratar 100 novas pessoas para o centro tecnológico de Lisboa

Publicado em 13 Setembro 2017 por Ntech.news - Rui da Rocha Ferreira | 512 Visualizações

OLX Contratação

O objetivo do grupo internacional é fazer todas as contratações até ao final do ano. A empresa está acima de tudo à procura de candidatos que tenham formação em áreas tecnológicas para colmatar necessidades específicas relacionadas com a expansão internacional de alguns projetos do grupo OLX.

Segundo um comunicado da empresa, o objetivo passa por reforçar as equipas de internet e mobile do centro tecnológico português, situado em Lisboa. O OLX está acima de tudo à procura de engenheiros de software, engenheiros de sistemas, cientistas de dados, gestores de produtos, especialistas em experiência de utilizador e interface de utilizador.

Os novos profissionais do OLX vão estar alocados a projetos de imobiliário – Storia e Otodom -, do sector automóvel – Stradia, Otomoto e Autovit – e ainda ao desenvolvimento de soluções de CRM para os mercados da América Latina, Ásia, Europa e África.

Das 100 vagas que o grupo OLX vai ter disponíveis para o centro em Portugal, 80 lugares deverão ser ocupados por portugueses e 20 por profissionais oriundos de outros países, segundo as estimativas da própria empresa. As vagas podem ser consultadas neste site.

«Portugal tem sido um case study e tal deve-se ao talento e conhecimento que temos. A partir deste centro tecnológico são desenvolvidas novas funcionalidades para portais e apps líderes mundiais, e é a partir de Lisboa que são também criados e desenvolvidos novos projetos para mercados com enorme potencial, como a Índia, Indonésia e América Latina. Queremos continuar a apostar nesta estratégia vencedora e juntar novos talentos a este grande projeto em Portugal», refere em comunicado o diretor executivo do grupo OLX, Tim Hilpert.

«Entre criar e lançar produtos para novos mercados e manter a inovação em outros, são muitos os desafios tecnológicos que temos para oferecer aos profissionais em Portugal», disse por sua vez o vice-presidente de engenharia, Rui Franco.


Publicado em:

Talento

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados