Partilhe nas Redes Sociais

Samsung é a nova líder do mercado de semicondutores

Publicado em 26 Abril 2018 por Ana Rita Guerra | 623 Visualizações

A Gartner já tinha avisado que isto estava prestes a acontecer e agora os números finais de 2017 confirmam-no. A Samsung ultrapassou a Intel e tornou-se na maior fabricante mundial de semicondutores, um feito notável tendo em conta que a marca norte-americana estava na liderança desde o início dos anos noventa. O mercado global também ultrapassou pela primeira vez a fasquia dos 400 mil milhões de dólares.

O reinado de 25 anos da Intel terminou devido ao crescimento de 49,3% da Samsung no ano passado para um total de 59,8 mil milhões de dólares de receitas e 14,2% de quota. A Intel passou para segundo, tendo registado uma subida mais modesta de 8,6% para receitas de 58,72 mil milhões e 14% de quota. As duas empresas estão muito próximas e a grande distância da SK hynix, que ficou em terceiro com 6,3% de quota e 26,3 mil milhões de receitas – apesar de ter registado um crescimento significativo de 79,6%.

O mesmo sucedeu com a Micron Technology, cujo salto foi de 71,1% para a quarta posição. A Qualcomm avançou apenas 4,4%, no número 5, e segue-se a Broadcom, Texas Instruments e Toshiba. Em nono, a Western Digital obteve a maior subida do ano, 119,6%.

Estes números refletem um momento muito positivo no mercado de semicondutores, que em 2017 deu um salto de 21,6% para 420,4 mil milhões de dólares. O principal segmento a alimentar este crescimento foi o das memórias. Segundo o diretor de pesquisa da Gartner George Brocklehurst, o rápido crescimento no mercado de memórias deveu-se à subida de preços para DRAM e NAND flash, originado por uma escassez de stock relativamente à procura.

De facto, o mercado de memórias obteve um crescimento de 61,8% para 130 mil milhões de dólares, mais 50 mil milhões que no ano anterior. Só a Samsung encaixou mais 20 mil milhões com esta performance.

Houve outros segmentos em alta, como os semicondutores nonmemory, e a Gartner destaca que vários fornecedores como a Texas Instruments, STMicroelectronics e Infineon viram subidas robustas devido ao aumento da procura pela indústria e segmento automóvel. A consultora refere também que a Internet das Coisas está a começar a dar frutos aos fabricantesde semicondutores.

Quanto à liderança da Samsung, a Gartner prevê que possa durar até ao final de 2019, altura em que se espera que o mercado de memórias estabilize.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados