Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Três startups portuguesas escolhidas para acelerar inovação à escala europeia

Publicado em 7 Julho 2020 | 138 Visualizações

Há três startups portuguesas entre os semifinalistas de dois programas de aceleração do EIT Health, uma das principais redes europeias de inovação na área da saúde. Bac3Gel e C-mo Medical Solutions são as representantes nacionais entre as 17 startups escolhidas para chegar à reta final do concurso (que acolheu 89 empresas participantes) para integrar o programa Headstart. Este ano focado no desenvolvimento de soluções com impacto no tratamento ou cura da Covid-19, o programa garante às empresas que chegam a esta fase apoio financeiro, mentoria e oportunidade para dar a conhecer as suas propostas de negócio a investidores.   

A C-mo Medical Solutions criou um dispositivo de monitorização de tosse, que consegue identificar e avaliar diferentes padrões na tosse de um paciente, agilizar o diagnóstico da doença que lhe dá origem e melhorar a precisão dos tratamentos e terapias. 

Já «a Bac3Gel está a desenvolver um substrato universal para cultura de bactérias que permite gerar infeções humanas in vitro e auxiliar no desenvolvimento de novos antibióticos», explica a EIT Health. 

Ambas as startups asseguraram já um apoio financeiro de 40.000€, para facilitar o desenvolvimento dos projetos. Na final vão competir por um prémio adicional de 10 mil euros. 

O outro programada da rede europeia de inovação com um finalista português é o EIT Health Catapult, que premeia o vencedor com 40 mil euros e os dois projetos seguintes com 20 mil e 10 mil euros.

Na corrida está a Criam, que terá de vencer os 41 concorrentes eleitos para a semi-final para chegar ao lugar cimeiro. A startup portuguesa desenvolveu um dispositivo portátil para analisar e identificar o tipo sanguíneo em segundos. 


Publicado em:

Startups

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados