Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

Vodafone e Ericsson testam 5G em Portugal

Publicado em 4 Outubro 2017 por Claudia Sargento | 99 Visualizações

A tecnologia e os respetivos equipamentos só deverão estar disponíveis no mercado lá para 2020 ou 2021 mas a Vodafone em parceria com a Ericsson avançaram hoje com os primeiros testes de 5G em ambiente real, no Parque das Nações, em Lisboa.

Conforme explicou João Nascimento, chief technology officer da Vodafone, trata-se de “antecipar aquela que será a rede móvel do futuro”. Segundo dados avançados por ambas as empresas aos jornalistas, os testes realizados sem recurso a ligação por cabo, atingiram velocidades de 20 Gbps.

Os testes foram suportados na simulação de casos de utilização real com transmissão de ficheiros para dois equipamentos moveis e a utilização de tecnologia de beam tracking e multi user MIMO, na qual assenta o 5G, e que permite transmitir dados de forma direcionada.

Foi ainda possível visualizar, em tempo real, um vídeo ultra HD 4K transmitido para um equipamento móvel em movimento e sem perda de qualidade.

Outra importante capacidade demonstrada durante os testes realizados pela Vodafone e a Ericsson foi a reduzida latência do 5G, determinante no âmbito da transmissão de comunicações críticas em tempo real como é o caso, por exemplo, de uma cirurgia ou uma operação remota de robótica.

A Vodafone aproveitou ainda a oportunidade para anunciar a disponibilização da oferta em 4,5G a 1 Gbps em todas as suas células. Conforme explicou, trata-se “do state of the art da tecnologia no seu estado mais evoluído”.

Embora o operador comercialize já alguns dos equipamentos que permitem dar uso a este serviço, a verdade é que os próximos tempos trarão novidades neste campo, nomeadamente, com o lançamento de um conjunto de novos smartphones.

Os primeiros serviços 4,5G Vodafone vão ficar disponíveis apenas em locais “onde se verifique uma grande densidade de utilizadores”, explicou João Nascimento. Assim sendo, a partir de Novembro o serviço está disponível no Meo Arena, por altura da Web Summit, e até ao final do ano avança também no Estádio do Dragão, na cidade do Porto. A partir daí, a Vodafone prevê vir a disponibilizar esta oferta “progressivamente sempre em locais de elevada densidade de utilizadores”.

Sem falar em valores concretos, a Vodafone explicou que o investimento em 4,5G foi, sobretudo, “um investimento incremental na rede”. No final deste ano, prevê-se que comecem os trabalhos de modernização da rede com vista ao suporte do que será a tecnologia 5G.

 


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados