Partilhe nas Redes Sociais

Microsoft voltou a ser a empresa mais valiosa do mundo

Publicado em 27 Novembro 2018 por Cristina A. Ferreira - Ntech.news | 103 Visualizações

A Microsoft recuperou esta segunda-feira, durante algum tempo, o título de empresa mais valiosa do mundo, uma posição que é ocupada pela Apple há oito anos.

As ações da dona do Windows chegaram a valer qualquer coisa como 812,9 mil milhões de dólares, o equivalente a 717,2 mil milhões de euros. Na mesma altura a soma das ações da Apple valiam 812,6 mil milhões de dólares.

A diferença não é significativa, nem a posição é nova para a Microsoft, mas há vários anos que a empresa fundada por Bill Gates não a atingia. Voltar a disputar o título de empresa mais valiosa do mundo anos depois e com um negócio completamente transformado é assinalável.

Recorde-se que a Microsoft nos últimos anos deixou de lado um negócio assente na venda de licenças de software, para redesenhar a operação tendo como base serviços cloud. Foi pouco feliz em algumas apostas, sobretudo nas que se relacionam com a venda de hardware (com destaque para os telemóveis), mas conseguiu corrigir a trajetória.

A primeira vez que a Apple ultrapassou a valorização de mercado da Microsoft foi em 2010 e, como observa o The Verge, na altura o feito foi descrito pelo The New York Times como «o fim de uma era e o princípio de outra».

Aparentemente a história não é assim tão simples. A história segue para os próximos capítulos, com os primeiros sinais de quebra de interesse dos utilizadores no iPhone, que representa mais de 60% das vendas da Apple. No entanto, vale a pena lembrar que poucos meses antes de os analistas começarem a apontar estes sinais, a empresa da maçã bateu mais um recorde e ultrapassou a barreira do bilião de dólares, no que se refere à capitalização bolsista.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados