Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Proside adapta solução com 16 anos para gerir lotação das praias

Publicado em 29 Maio 2020 por Ntech.news - Luisa Dâmaso | 240 Visualizações

A abertura oficial das praias portuguesas está marcada para 6 de junho e a lotação das várias praias já é conhecida. A questão agora é como vai ser gerida essa lotação. As soluções começam a fazer-se anunciar e a cada dia sucedem-se novas aplicações que poderão facilita-la. A Proside é uma empresa tecnológica portuguesa que possui uma tecnologia já utilizada para gerir filas de espera em espaços como instituições de saúde, tribunais, seguradoras, restaurantes, stands automóveis, Faculdades, Serviços administrativos em Municípios, e que garante poder vir a facilitar o acesso às praias.

A aplicação chama-se Proximo, existe há 16 anos, e de acordo com Paulo Alves, CEO da Proside, já existem provas de conceito a iniciar-se para testar a sua utilização nos cenários de praia. O responsável garante que as adaptações no core da aplicação foram residuais. Esta aplicação seria um complemento aos semáforos, anunciados recentemente por uma startup portuguesa também neste contexto de praia. «Vejo sinergias entre as duas soluções», revela o responsável.

Paulo Alves explica que a aplicação pode ter uma utilização mais generalizada, para lá dos espaços concessionados com a lotação bem definida, num modelo de «First Come First Serve».

Na prática o veraneante poderá fazer um check-in na praia preferida, utilizando a app mobile Proximo. Ao selecionar a praia a que quer ir marca o seu lugar. «Se um determinado espaço tiver bem definida a sua lotação, podemos atribuir esses lugares às pessoas e determinar quando é que ele está cheio ou disponível», explica o responsável.

O CEO da Proside compara a situação a uma simples ida a um espetáculo cultural em que é necessário apresentar um bilhete, mas, neste caso, seria a aplicação a picar o bilhete. Para ter o sistema a funcionar na praia, Paulo Alves diz que apenas é preciso haver o contacto e em 24 horas a solução está ativa na praia.

Paulo Alves

A Proximo tem ainda a possibilidade de ser programada para fazer reservas de serviços e espaços associados, nomeadamente toldos, espreguiçadeiras, estacionamento, lugar na praia e no restaurante, notificando os seus utilizadores da evolução da lotação do espaço ou local em causa.Este sistema pode ainda fornecer todas as informações recolhidas às autoridades competentes.

«O Proximo está a construir uma comunidade, tendo como missão facilitar a vida aos cidadãos da comunidade. Atualmente temos mais de 300.000 membros/utilizadores na nossa comunidade», refere Paulo Alves.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados