Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Telemedicina: Garcia de Orta e Santa Maria acompanham doentes Covid em casa

Publicado em 23 Junho 2020 por Cristina A. Ferreira - Ntech.news | 220 Visualizações

Doentes internados com Covid-19 no Hospital Garcia de Orta em Almada e no Hospital de Santa Maria em Lisboa estão a antecipar o regresso a casa graças a uma solução de monitorização remota. A solução em questão estava em testes quando a pandemia teve início, prevendo-se que fosse aplicada a diferentes situações clínicas, mas acabou ter uma adoção antecipada para dar resposta a estes casos específicos e está no terreno. 

Permite aos doentes que cumpram os requisitos médicos para continuar a terapêutica em casa depois de receberem tratamento no hospital, regressam a casa com um kit médico composto por um tablet, um termómetro, um oxímetro, um medidor de tensão, uma balança, um glucómetro e um botão de pânico, que assegura um acompanhamento permanente.  

«O recurso a esta solução de Internet of Things (IoT) permite a estes hospitais anteciparem o regresso a casa dos pacientes […] ao garantir um acompanhamento médico remoto permanente e uma monitorização em tempo real» do estado de saúde dos doentes, explica a Vodafone.

A solução foi desenvolvida com o contributo direto da Equipa Médica do Hospital Garcia de Orta, que em 2015 foi pioneiro na hospitalização domiciliária em Portugal, sublinha ainda a operadora. 

Contactada pelo Ntech.news, a Vodafone não conseguiu confirmar o número de pacientes que já gozaram, ou que estão neste momento a gozar desta possibilidade.

Revelou, no entanto, que no Hospital de Santa Maria o kit está a ser usado não só para doentes em recuperação da Covid-19, mas também por doentes crónicos, que graças a isso evitam deslocações ao hospital e reduzem o risco de contrair o vírus.


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados