Partilhe nas Redes Sociais

HP quer colocar realidade virtual ao serviço das empresas

Publicado em 3 Outubro 2017 por Ntech.news | 472 Visualizações

A HP está a entrar com toda a força na área dos produtos e serviços de realidade virtual para empresas. A fabricante lançou uma workstation de realidade virtual que pode ser transportada numa mochila especial, além de outros produtos dedicados a esta área. A intenção é posicionar-se como «parceiro ideal» neste segmento, com uma abordagem unificada e dirigida a empresas que querem usar estas tecnologias para se tornarem mais eficientes – por exemplo, melhorando a formação de trabalhadores, reduzindo os prazos de produção e oferecendo experiências inovadoras aos clientes.

«A realidade virtual está a mudar a forma como as pessoas aprendem, comunicam e criam», declara Gwen Coble, diretora de workstations e computação imersiva da HP EMEA. «Aproveitar ao máximo esta tecnologia requer uma relação de colaboração entre clientes e parceiros», continua, dizendo que a fabricante está a juntar soluções potentes de realidade virtual dirigidas a profissionais às necessidades dos clientes.

Há áreas em que as aplicações são mais evidentes, como o design de produtos, arquitetura, saúde, formação de primeiros socorros e sectores como o automóvel e entretenimento.

No entanto, são tecnologias fixas. Quantas workstations de realidade virtual se levam na mala? Nenhuma, pelo menos até agora. O lançamento mais interessante desta vaga de produtos é por isso o da HP Z VR, uma workstation que dobra como mochila para permitir o transporte.

O design deste sistema é arrojado e o peso muito razoável – 4,6 quilos. É compatível com qualquer dispositivo de realidade virtual, desde o Vive ao Windows Mixed Reality da própria HP. Está disponível por três mil euros (antes de impostos) na Europa e parece ser mais uma experiência que um produto de massas. Mas a proposta é muito interessante. Vem com processador Intel Core i7 vPro e é o primeiro PC de realidade virtual wearable com Quadro P5200 Nvidia (memória de vídeo de 16GB). As baterias são intercambiáveis, para não ser necessário desligar o equipamento, o que garante a mobilidade do sistema.

HP vai abrir 13 centros de experimentação

Para que servirá? Por exemplo, para dar formação médica ou para operações de equipamentos pesados. Para orientações virtuais em escala em projetos de arquitetura. Para tomar decisões de novos designs de produto em showrooms virtuais. Há vários cenários plausíveis.

Os outros produtos apresentados são a workstation portátil HP ZBook 17, workstations HP Z Desktop e o EliteDesk 800 G3 Tower, computador certificado para realidade virtual. A HP vai abrir 13 centros de experimentação no final do ano em Palo Alto, Houston, Boise, Fort Collins, Estocolmo, Londres, Paris, Barcelona, Boeblingen, Pequim, Sydney, Tóquio e Singapura.

A empresa anunciou também o projeto HP Mars Home Planet em parceria com a Nvidia, Technicolor, Fusion, Autodesk, Unreal, Launch Forth e Vive. A ideia é criar uma comunidade online que irá reinventar a vida em Marte para um milhão de seres humanos em realidade virtual.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados