Partilhe nas Redes Sociais

Linde Saúde vai ajudar a dormir melhor

Publicado em 9 Setembro 2020 | 84 Visualizações

Monitorizar de forma remota a terapia do sono é o objetivo principal do mais recente projeto implementado pela Linde Saúde.

A ideia é conseguir aproximar o doente do seu médico neste contexto de pandemia, através do seguimento proativo dos parâmetros da terapia. O projeto chama-se “eSleep” e vai ser implementado em 33 hospitais de Norte a Sul de Portugal.

Esta telemonitorização permite ao médico fazer uma avaliação clínica do doente com síndrome de apneia obstrutiva do sono (SAOS) e, ao mesmo tempo, garantir a leitura do equipamento, perceber a eficácia clínica do tratamento à distância e intervir ajustando os parâmetros do tratamento quando necessário.

Em simultâneo, o doente sente-se acompanhado e consegue manter a sua terapia do sono adequada, evitando deslocações a unidades de saúde ou hospitais reduzindo-se, desta forma, o risco de infeção por COVID-19.

O eSleep surge integrado no programa LISALeading Independent Sleep Aide da Linde Saúde e começou a ser implementado já em sete hospitais, embora ainda numa fase piloto. No final desta primeira fase, o eSleep espera conseguir garantir a telemonitorização de cerca de 4000 pessoas com SAOS até ao final de 2021.

«Este é mais um passo no sentido de estar mais próximo dos doentes e das suas necessidades, atuando como facilitador da relação médico-doente e na gestão da doença», destacou João Tiago Pereira, Product & Business Development Manager da Linde Saúde.

O mesmo responsável lembrou ainda que «este projeto tem um impacto claro na redução do risco dos doentes e dos profissionais de saúde em tempos de pandemia, mas trará grandes benefícios para o pós-pandemia, uma vez que facilitará a recuperação da atividade assistencial em contexto de ambulatório». E conclui: «A telemonitorização e as teleconsultas, são o ‘novo normal’” no seguimento destes doentes.»


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados