Partilhe nas Redes Sociais

Chegada do 5G domina Mobile World Congress Americas

Publicado em 17 Setembro 2018 por Ana Rita Guerra, em Los Angeles | 255 Visualizações

O lançamento da primeira rede de serviços residenciais de 5G nos Estados Unidos dominou a segunda edição do Mobile World Congress Americas, que terminou na passada sexta-feira, em Los Angeles. A maior operadora do país, Verizon Wireless, anunciou que irá lançar o serviço em quatro cidades a 1 de outubro, cobrindo os clientes residenciais em Los Angeles, Sacramento, Houston e Indianapolis.

Esta edição do MWC Americas recebeu cerca de 22 mil participantes e esteve principalmente focado na chegada do 5G, expansão da Internet das Coisas e aplicações inovadoras derivadas destas duas áreas.

Com uma presença significativa no evento, a Microsoft promoveu as suas soluções Azure IoT, destacando a estratégia de permitir que as empresas lancem aplicações sem terem de escrever «uma única linha de código». Foi o que explicou o responsável Tom Davis: «Só na Europa, em 2020 haverá meio milhão de vagas por preencher nesta área», indicou. «O nosso papel é simplificar a IoT». O Azure Sphere, Azure IoT Edge e Azure IoT Central foram os destaques da presença da empresa no evento.

A Ericsson foi outra das gigantes que apostou na demonstração das suas soluções para 5G e IoT. Tonny Uhlin disse que a solução de negócio IoT da empresa será interessante em vários cenários, principalmente fábricas e outras empresas onde o uso de sensores pode tornar as operações muito mais eficientes.  «Não é só negócio, é também um foco no ambiente, com a capacidade de monitorizar a qualidade do ar e da água», afirmou o responsável, durante uma tour pelo stand da Ericsson.

Neste espaço, a empresa sueca mostrou também como as empresas podem montar uma rede IoT privada, algo que é importante para companhias que operam em sectores delicados, como a extração mineira e as utilities.

O MWC Americas mostrou ainda as soluções de 130 startups inovadoras no espaço 4YFN (4 years from now), tais como o Branch Messenger, que permite a funcionários trocarem turnos numa app de mensagens instantâneas, o CodeSpark, que ensina crianças a partir dos 4 anos a programar, e o eCapture 3D, que permite captar e reproduzir elementos em 3D com apenas algumas imagens.

«Estamos a tentar antecipar a tecnologia do futuro com o 5G», afirmou Ana Lattibeaudiere, que lidera a GSMA América do Norte, explicando a expansão do congresso para os Estados Unidos. A primeira edição do MWC Americas foi em São Francisco, no ano passado, mas a organização pretende ficar em Los Angeles. A próxima edição regressa em outubro de 2019.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados