Partilhe nas Redes Sociais

Mercado de wearables cresce a ritmo mais lento em 2018

Publicado em 19 Setembro 2018 por Ana Rita Guerra | 163 Visualizações

A venda de wearables vai crescer 6,2% em 2018, a primeira vez desde que estes dispositivos começaram a aparecer que a subida é de apenas um dígito. De acordo com a consultora IDC, o volume total de unidades vendidas será de 122,6 milhões, com os relógios inteligentes à cabeça (72,4 milhões).

O diretor de pesquisa Ramon T. Llamas explica que este abrandamento do crescimento se deve a uma transição do mercado, com os wearables mais simples (os que não correm apps de terceiros) a começarem a desaparecer. «As fabricantes estão a deixar lentamente os dispositivos e experiências de primeira geração e a criar um ecossistema de parceiros e aplicações para melhores experiências de utilização que vão para lá da contagem de passos.»

A consultora prevê que o crescimento a dois dígitos regresse em 2019, apontando para vendas de 190,4 milhões de unidades em 2022. «Os wearables de amanhã vão ter um papel mais proeminente na comunicação, saúde digital, IoT doméstica e produtividade empresarial, fazendo com que os wearables recentes pareçam estranhos», considera Llamas.

A tendência é agora passagem de wearables básicos para relógios inteligentes, com maior diversidade no design, funcionalidades, marcas e preços. O analista Jitesh Ubrani diz que é expectável um crescimento de novos produtos, com destaque para dispositivos virados para crianças, que começam a emergir na Europa e América Latina. «Entretanto, a terceira geração de relógios WearOS deverão fazer pequenas ondas nesta época natalícia e ganhar tração em 2019.»

O apetite por wearables básicos continuará, em especial pulseiras de desporto, mas deverão oferecer experiências mais parecidas com relógios inteligentes. «Vestuário e wearables para os ouvidos vão crescer acima do mercado, com casos de utilização que vão bem além das funções primárias», acrescentou Ubrani. Este último caso refere-se a auscultadores sem fios com várias funcionalidades além da reprodução de áudio, tais como treino virtual e tradução em tempo real.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados