Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

Mastercard cria sistema para diminuir níveis de fraude resultantes do roubo de dados

Publicado em 4 Outubro 2017 por Ntech.news - Rui da Rocha Ferreira | 145 Visualizações

Mastercard fraude

Existem vários exemplos de empresas que foram atacadas por piratas informáticos e cuja extensão dos danos do ataque demoraram meses ou mesmo anos até ser conhecida. Esta semana fomos brindados com mais um destes casos: a Yahoo sofreu um ataque em 2013, que só em 2016 se descobriu ter sido responsável pelo roubo de mil milhões de contas… que só em 2017 se descobriu que afinal foram três mil milhões de contas afetadas.

Enquanto a informação sobre o ataque não foi pública, estes dados roubados foram vendidos e disponibilizados nos mercados negros online e ninguém pode dizer muito bem para que fins foram usados.

É justamente situações como esta que a Mastercard está a tentar prevenir com o Early Detection System. A empresa utiliza informações da sua própria rede, aplica modelos preditivos e usa uma combinação de fontes de informação internas e externas para determinar se um cartão ou conta Mastercard está em risco.

Na prática isto significa que a Mastercard criou um ecossistema de informação que lhe permite estar mais atenta aos dados que são roubados, vendidos e partilhados na internet. Com a informação que reúne a gigante dos pagamentos pode depois alertar o emissor do cartão sobre uma quantificação do nível de risco.

Este nível de risco é depois usado pelo emissor do cartão para definir as suas prioridades no que diz respeito a ações de resposta – o ideal é que em vez de remendar uma situação fraudulenta, as entidades consigam mesmo antecipá-las, ao bom estilo dos modelos preditivos. Se o nível de fraude for dos mais altos, por exemplo, o emissor pode proceder ao cancelamento do cartão e à emissão pró-ativa de um cartão de substituição.

Segundo informação da empresa, o Early Detection System deteta todos os tipos de fraude, em todos os canais de transações e está disponível para todos os emissores a nível mundial.

“Conhecimento é poder e este serviço ajuda os emissores a agirem de forma mais rápida e com maior precisão, impedindo potenciais fraudes antes que estas ocorram. Os nossos emissores podem agora detetar proativamente as atividades fraudulentas resultantes de dados que foram anteriormente roubados ou pirateados, o que possibilitará reduzir os custos e manter a melhor experiência possível para o titular do cartão», explica em comunicado o presidente de risco e segurança para a área empresarial da Mastercard, Ajay Bhalla.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados